Artigo: RPGs Weirds

Banner cupom de desconto loja Galápagos: CRONICASDEMENTES

Salve De Mentes!

Hoje o Tio Dio trás de volta os artigos voltados para o RPG aqui no Crônicas de Mentes! E para recomeçar com chave de ouro, vamos fugir um pouco dos jogos clássicos e nos aventurar por caminhos estranhos, através dos RPGs Weirds!

Para começo de conversa, devemos explicar o que é o Weird Fiction, que em tradução livre seria algo como “Ficção do Bizarro” ou “Ficção do Estranho”. Tal gênero literário surgiu em meados do século 19, antes da consolidação da Ficção Científica e até mesmo da literatura de Fantasia Medieval de Tolkien. Mas, foi no começo do século 20 que ele se popularizou graças às revistas pulp (publicações de baixo custo impressas em papel de celulose que substituíram as penny dreadfuls e os folhetins de romance barato), dando origem às Pulp Fictions.

Enquanto no século 19 as pessoas estavam encantadas por vampiros, lobisomens e o monstro de Frankenstein, no século seguinte o fascínio estava em títulos como Zorro, Tarzan, John Carter, Conan e o maior exemplo da Ficção Weird: Cthulhu.

A revista Weird Tales deu a oportunidade para que H.P Lovecraft abrisse sua imaginação e criasse contos assustadores baseados em algo que ele chamou de “Horror Cósmico”, onde a premissa principal é: O universo é inóspito e o ser humano é incapaz de entender sua totalidade sem enlouquecer.

Atualmente, o RPG O Chamado de Cthulhu (da editora Chaosium e traduzido aqui no Brasil pela Terra Incógnita) é considerado um clássico dos jogos de mesa, lado a lado com Dungeons & Dragons e Vampiro: A Máscara.

Mas o que seria o Weird hoje em dia, em pleno século 21? O New Weird é um gênero literário difícil de classificar, e mais difícil ainda de explicar, mas em tese ele mistura elementos de ficção científica, horror e fantasia urbana em uma coisa só, sempre buscando ser não-escapista, ou seja, não tenta fugir da realidade desagradável do cotidiano recorrendo a devaneios fantásticos (pense em Harry Potter, por exemplo, onde um garoto maltratado foge de sua realidade cruel para um mundo de magia; o New Weird não faria algo assim).

Existem RPGs que são considerados Weird? Mas é claro que tem! Aliás, a editora New Order lançou a pouco tempo Numenera, e em breve sairá outro: The Strange.

Numenera, do gênio Monte Cook, é um RPG estranho, tanto em seu game design inovador quanto em seu cenário único, onde os personagens vivem em uma Terra bilhões de anos no futuro, onde a tecnologia é tão avançada que se confunde com magia, sem contar os inúmeros objetos incríveis que existem no jogo (artefatos, cifras e esquisitices) e seu bestiário pra lá de bizarro, com criaturas de outros planos de existência e objetivos obscuros.

Já o The Strange (criado também por Monte Cook em parceria com Bruce R. Cordell) se passa em nosso mundo contemporâneo onde abaixo de nosso universo existe uma rede caótica de energia escura denominada “The Strange”, e que alguns indivíduos especiais podem explorá-la, viajando por Recursões – mundos únicos e limitados que detêm suas próprias leis da realidade.

Existem ainda muitos outros jogos Weird que valem a pena serem conhecidos por nós brasileiros, como por exemplo Cathulhu (onde os personagens interpretam gatinhos enfrentando os horrores lovecraftianos); Eclipse Phase (um cenário pós-apocalíptico que mistura transumanismo, conspirações, horror, biowars e aliens); Plenilúnio (uma guerra eterna entre os precursores, seres humanos com poderes extraordinários que se dividem entre lunares e solares, que transformaram Nova York em um cenário pós-apocalíptico repleto de monstros e maravilhas impossíveis de compreender); Lamentation of the Flame Princess (denominado Weird Fantasy por seu criador, é um jogo que revoluciona o estilo de RPGs Medievais Old School, com mecânicas e descrição de magias bem peculiares); Abismo Infinito (um cenário de exploração espacial, criado por John Bogéa, que mistura a necessidade por encontrar um novo lar para a humanidade, e o terror psicológico que é viver nas profundezas da escuridão do cosmos) e muitos outros!

O Weird está em vários lugares e em vários RPGs, então que tal experimentar algo diferente? Algo grotesco, chocante ou assustador? Conte-nos depois o que achou da experiência!

Abraços De Mentes e até o próximo artigo!

Anúncios

2 comentários sobre “Artigo: RPGs Weirds

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s